Tempo de brincar…

28/04/2011

*Texto escrito por Marina Corrêa (terapeuta ocupacional da Escola Brincar)

No mês em que comemoramos a Páscoa o que não faltou foi brincadeira e diversão. Durante a atividade de estimulação sensório-motora realizada na turma da Michelle, as crianças ouviram entusiasmadas a história do livro O Coelho Engraçado. Através da leitura foi possível explorar a percepção de cores, animais, formas geométricas, noção de quantidade e conceitos como frente, trás, em cima, embaixo, entre outros. Também foi realizada a estimulação de habilidades importantes para o desenvolvimento dos alunos no processo de ensino-aprendizagem, como atenção, concentração e memória.

Depois dessa deliciosa leitura, chegou a hora de pular como o ‘roedor de cenouras’ no pula-pula e dar cambalhotas no puff de bolinhas. A garotada pulou para frente, pulou para trás e deu cambalhotas ao som da música Coelhinho da Páscoa.

Estava todo mundo empolgado com a idéia de virar coelho e então… Viramos! Pintamos o rosto e fomos para o pátio brincar! Brincar de quê? De ‘Coelhinho Sai da Toca’, com direito a orelha e tudo!




Festa da Família teve dança e apresentação de teatro

19/04/2011
Convidados se deliciam com o lanche

Realizada uma vez ao ano, a Festa da Família é um dos eventos mais esperados pelos alunos e pela equipe da Escola Brincar. Ela substitui a festa do dia das mães e dia dos pais, e inclui um delicioso lanche e muita animação. Neste ano, o dia começou com um café da manhã com refrigerante, café, pão de queijo, bolos e broas.

Após o lanche, pais, alunos, professores, educadores e funcionários da escola participaram das atividades de dança propostas pela terapeuta ocupacional Vanessa Almeida, convidada especial do evento. Ela ensinou a dança sênior, que pode ser feita em pé ou na cadeira. A dança, criada em 1993 pela alemã Ilse Tutt, é voltada para idosos e pessoas com necessidades especiais.

Alunos, familiares e professores participam da aula de dança sênior

Todos participaram ativamente das seis danças. Dispostas em um grande círculo perto do palco, as pessoas fizeram alguns movimentos em pé e outros na cadeira. Depois, Vanessa convocou os pais para ficarem de pé no centro do círculo e fazerem mais duas coreografias.

A atividade foi seguida de uma descontraída apresentação de teatro dirigida pelo professor Isaac, em que ele, os alunos e a professora Lu encenaram uma comédia.


Brincar recebe doações para bingo beneficente

18/04/2011
Bola e camisa do time de vôlei do Minas

No dia 29 de abril, às 20h, será realizado o IV Bingo Beneficente promovido pelo Lions Club do bairro Gutierrez. O dinheiro arrecadado no evento será doado para os projetos da Escola Brincar e das instituições Creche Sagrado Coração de Jesus, Associação dos Aposentados por Invalidez do Estado de Minas Gerais e Conselho Particular de Santa Efigênia da Sociedade de São Vicente de Paula.

A Escola Brincar já recebeu diversas doações que servirão de prêmios para o bingo, como camisas autografadas de times de futebol, bicicleta, produtos artesanais de decoração, entre outros. A mais nova aquisição é uma camisa e uma bola de vôlei autografada por atletas do time do Minas Tênis Clube. Quem conseguiu os prêmios foi a Durce, mãe do aluno Pedro Antônio.

O bingo será realizado no Clube do Palmeiras (Rua Grão Pará, nº 589, Sta. Efigênia). Os ingressos custam R$ 15.

Alunos da sala da professora Lu com as doações para o bingo
Grupo coordenado pela professora Andreza mostra a bola e a camisa

Cinema em sala

18/04/2011

Neste semestre, a turma da Andreza iniciou o projeto ‘Nossa Locadora’. Agora, estudantes, professores e funcionários da instituição podem alugar filmes por apenas R$1. As opções são diversas e incluem filmes de comédia, ação, drama, desenhos animados, DVDs de música e shows, e documentários temáticos. Os DVDs foram doados pela própria equipe da escola, alunos, familiares e amigos.

O responsável pela administração da vídeo locadora é o aluno Celso. “Assim que recebemos as doações eu analiso os filmes e separo-os de acordo com o gênero”, diz. “Também sou responsável pelo controle do empréstimo. Cada pessoa pode alugar o filme por no máximo dois dias, mas como algumas não vão à escola todos os dias, somos flexíveis em relação à data de entrega”, acrescenta.

Celso também está encarregado de atualizar a lista de filmes disponíveis e distribuí-las nas outras salas. Segundo Celso, em caso de atraso na devolução do DVD há um acréscimo de R$ 1 por dia.

Celso e a estante de filmes diversos

Uma ideia puxa a outra

A ideia de criar o projeto surgiu a partir da vontade dos alunos de arrecadar dinheiro para a impressão do livro ‘A arte de ser feliz’, escrito por eles mesmos. No ano passado, o grupo da Andreza conseguiu juntar uma quantia através da venda de colares e pulseiras produzidas por eles na oficina de bijuterias criada pela professora. “Com a produção das bijuterias adquirimos um aparelho DVD portátil e vários filmes que já assistimos diversas vezes. Hoje estes se encontram guardados em nossa sala, e assim resolvemos montar uma locadora com o objetivo de alugá-los”, explica a professora.

O livro foi desenvolvido nos mesmos moldes do livro ‘Penso, sinto, logo existo. Você sabia disso?’, escrito por Terence, Celso e outros colegas de turma, em 1998, mas desta vez com uma abordagem adulta. Para a realização do projeto, que teve início há três anos, o grupo da Andreza fez diversas reuniões para conversarem sobre a história de vida de cada um. “O livro, que conta um pouco da trajetória do grupo na Escola Brincar, é um longo trabalho de resgate de lembranças emocionantes”, revela Andreza.


Projeto Saideira completa 10 anos

13/04/2011
Grupo reunido na praça de alimentação do Boulevard Shopping

Sob a coordenação da professora Andreza, o Projeto Saideira completa, em 2011, dez anos de existência. A comemoração foi realizada no Boulevard Shopping, a pedido dos alunos Celso, Terence, Bruno e  Rafael. Como já haviam ido aos principais shopping centers de Belo Horizonte, os jovens tinham o desejo de conhecer a nova atração da capital mineira. Lá o grupo se deliciou com uma pizza gigante sabor calabresa e à moda da casa. “Calabresa é a nossa preferida”, disse Bruno.

A ideia do projeto é promover uma ‘saída’ em uma sexta-feira do mês, com os alunos da sala da Andreza. Durante os dez anos de realização do projeto, os estudantes já conheceram diversos locais da capital mineira. Foram duas vezes ao forró do Ziriguidum, um vez ao show da banda Skank, às noites de samba do Reciclo, a apresentações de teatro, cinema e dança, entre outros. Através do projeto, também já visitaram as casas uns dos outros. O próximo encontro será um churrasco na casa da Tia Beth, amiga do aluno Rafael.