Passeio sonoro

30/06/2011

A turma da Fernanda fez uma visita bem interessante e diferente ao Parque Municipal. Durante a caminhada pelo trecho entre a Escola Brincar e o local escolhido para o piquenique no parque, Isadora, Kennya, Malu, Rafael e Vânia registraram os sons dessa deliciosa experiência. Quem quiser realizar um passeio parecido, pode fazer o download do percurso sonoro elaborado, e salvar em um mp3 player ou celular. Confira abaixo o resultado e as fotos do passeio aqui.


Arraial do Brincar

28/06/2011

A tão esperada Festa Junina do Brincar será realizada no dia 9 de julho e contará com diversas atrações. Além de quadrilha, comida típica e jogos temáticos, a escola irá sortear três camisas oficiais de times mineiros, entre as pessoas que adquirirem as rifas vendidas pelos pais dos alunos, ao valor de R$3. O evento será realizado na quadra da instituição, das 16h às 21h. Confira mais detalhes abaixo.


Bate-papo na Floresta continua passeio pelo bairro

27/06/2011

Bruno, Rafael, Celso, Agenário e Poliane

O programa de entrevistas ‘Bate-papo na Floresta’, produzido pelos alunos da turma da Andreza, está de volta com dois novos episódios. No primeiro, os jovens visitam a amiga Poliane, vendedora da banca de revistas que fica na esquina da Av. Assis Chateaubriand com Francisco Salles. Para o segundo episódio eles entrevistam o Roni, gerente da Pizzaria Mangabeiras do bairro Floresta para saber como é a sua rotina de trabalho.

Bate-papo na Floresta entrevista Poliane da banca de revistas
 
 
Bate-papo na Floresta entrevista Roni da Pizzaria Mangabeiras
 

Roni, gerente da Pizzaria Mangabeiras


Até a próxima…

17/06/2011

Na exposição do último sábado, os participantes tiveram a oportunidade de conferir as peças sonoras produzidas pelos alunos da Escola Brincar durante o projeto Brincar na Mídia e de conhecer um pouco mais o trabalho realizado na instituição. O evento incluiu mostra de vídeos e fotos tiradas durante as oficinas de som e um passeio pelo bairro Floresta, para que todos pudessem escutar as entrevistas realizadas com personagens da região.

Esta foi a finalização do projeto para este semestre. No próximo tem mais! Envie suas sugestões para o e-mail: brincarnamidia@gmail.com

Confira todas as fotos do evento aqui.


Exposição do projeto Brincar na Mídia

09/06/2011

Convite idealizado pela publicitária Ana Dourado

Será realizada, neste sábado, a exposição dos trabalhos sonoros produzidos pelos alunos da Escola Brincar durante o projeto Brincar na Mídia. Confira abaixo a programação:

Horário:

Equipe Brincar: 8h45 às 12h15

Alunos, familiares e amigos: 9h às 12h

9h às 9h30 – Abertura dos trabalhos e informações sobre o projeto e realização da Oficina de Sonoplastia. Local: quadra

9h30 às 11h15 – Mostras:

– Histórias, contos e fábulas. Local: Sala da Lu

– Nas ondas da música. Local: Sala da Flávia

Para relembrar… Mostra de fotos e vídeos feitos durante as oficinas de som. Local: Sala da Andreza/Cíntia

– Mostra do vídeo As quatro estações. Local: Sala da Michelle

– Culinária criativa. Local: Cozinha

Bate-papo na Floresta. Local: Arredores da Escola Brincar

11h15 às 11h30 – Aplicação do questionário de avaliação das disciplinas

Dinâmica da exposição

Pais, alunos e equipe do Brincar circularão pelos diferentes ambientes, sob a coordenação de Paula, Herman, Vicente e voluntários. O encerramento das atividades será marcado por um lanche de confraternização, que acontecerá na entrada da Escola Brincar.

Mais informações:


Uma incógnita: o futuro das crianças especiais

02/06/2011

*Crônica escrita em 4 de maio por Mário Morgan, pai do aluno Augusto, para o jornal O Tempo – gannmorg@yahoo.com.br

Mário e Augusto

Nosso aprendizado, com relação à criação de nosso filho com necessidades especiais, está sendo de aceitação, aliada à mudança de nossa rotina. Vítima de uma síndrome desconhecida, sem diagnóstico conclusivo, ele luta, diariamente, pela dignidade em sua vida. Confesso que nossa vida é repleta de emoções, semelhante à de outros pais que vivem em situação similar.

Escrevi um livro, “Reinventar a Vida”, contando essa nossa experiência. A maioria de nossas dúvidas é comum aos pais dessas outras crianças. Uma questão bastante incômoda diz respeito às nossas reflexões em relação ao futuro. Projetamos nossas inquietações e imaginações, como os maus-tratos e as rejeições em consequência de suas vulnerabilidades. E ainda os desapontamentos, as tristezas, a solidão e a infelicidade.

O futuro se torna um enorme desafio que passa a nos assombrar. O que será deles quando morrermos? Quem cuidará deles? Serão colocados em instituições? Nossos outros filhos os acolherão? Enxergamos esses nossos filhos como pessoas vulneráveis, com capacidade e compreensão limitadas.

Fico emocionado só em pensar em meu filho sem a nossa presença. Hoje, a fim de publicar um segundo livro, buscando respostas para tais questionamentos, procuro os familiares de crianças com necessidades especiais que queiram contribuir com seus testemunhos e experiências. A questão é: cuidar e se responsabilizar por esses entes queridos especiais após a partida de seus pais.