Cinema em sala

18/04/2011

Neste semestre, a turma da Andreza iniciou o projeto ‘Nossa Locadora’. Agora, estudantes, professores e funcionários da instituição podem alugar filmes por apenas R$1. As opções são diversas e incluem filmes de comédia, ação, drama, desenhos animados, DVDs de música e shows, e documentários temáticos. Os DVDs foram doados pela própria equipe da escola, alunos, familiares e amigos.

O responsável pela administração da vídeo locadora é o aluno Celso. “Assim que recebemos as doações eu analiso os filmes e separo-os de acordo com o gênero”, diz. “Também sou responsável pelo controle do empréstimo. Cada pessoa pode alugar o filme por no máximo dois dias, mas como algumas não vão à escola todos os dias, somos flexíveis em relação à data de entrega”, acrescenta.

Celso também está encarregado de atualizar a lista de filmes disponíveis e distribuí-las nas outras salas. Segundo Celso, em caso de atraso na devolução do DVD há um acréscimo de R$ 1 por dia.

Celso e a estante de filmes diversos

Uma ideia puxa a outra

A ideia de criar o projeto surgiu a partir da vontade dos alunos de arrecadar dinheiro para a impressão do livro ‘A arte de ser feliz’, escrito por eles mesmos. No ano passado, o grupo da Andreza conseguiu juntar uma quantia através da venda de colares e pulseiras produzidas por eles na oficina de bijuterias criada pela professora. “Com a produção das bijuterias adquirimos um aparelho DVD portátil e vários filmes que já assistimos diversas vezes. Hoje estes se encontram guardados em nossa sala, e assim resolvemos montar uma locadora com o objetivo de alugá-los”, explica a professora.

O livro foi desenvolvido nos mesmos moldes do livro ‘Penso, sinto, logo existo. Você sabia disso?’, escrito por Terence, Celso e outros colegas de turma, em 1998, mas desta vez com uma abordagem adulta. Para a realização do projeto, que teve início há três anos, o grupo da Andreza fez diversas reuniões para conversarem sobre a história de vida de cada um. “O livro, que conta um pouco da trajetória do grupo na Escola Brincar, é um longo trabalho de resgate de lembranças emocionantes”, revela Andreza.

Anúncios